Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Image

Blog

As técnicas de reprodução assistida avançaram muito ao longo dos últimos anos. Os casais podem, inclusive, guardar os embriões excedentes obtidos em um ciclo de fertilização “in vitro”, fazendo com que possam ser transferidos para o útero meses ou anos depois. A mulher, assim, tem a vantagem de não precisar realizar todo o procedimento de novo. 

A idade da mulher afeta o número e a qualidade dos óvulos disponíveis para a fertilização “in vitro” (FIV). Também no homem, a idade altera a qualidade dos espermatozoides, o que pode diminuir os resultados na reprodução assistida. Considerando que a idade não é um fator que se possa mudar, o que é possível sugerir para que os casais que estão iniciando ciclos de fertilização ” in vitro” possam melhorar seus resultados:

Em um ciclo de fertilização in vitro são utilizadas medicações que estimulam os ovários a produzir mais folículos. Consequentemente, é comum que sejam formados vários embriões. Em torno de 25% dos nascimentos de fertilização assistida são gemelares, uma taxa acima da encontrada na população em geral (uma em cada oitenta gestações).