Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Image

Como funciona a fertilização in vitro (FIV)?

Muitas mulheres preferem, atualmente, investir em suas carreiras e aproveitar os primeiros anos de independência. Ter filhos não é mais a prioridade de vida, o que faz com que a gravidez seja postergada. Contudo, engravidar com idade mais avançada pode ser complicado.

 

Esse é, inclusive, um dos motivos que explica o aumento da procura pela fertilização in vitro, uma das principais técnicas de reprodução assistida e que vamos explicar agora para você. O método consiste na coleta de gametas masculinos e femininos para que ocorra a fecundação dentro do laboratório, em um ambiente controlado. Apenas depois, acontecerá a transferência para o útero da mãe. 

 

Casais com dificuldade na chegada dos espermatozoides até o óvulo feminino, o que pode ser causado por motivos como endometriose, avanço da idade e problemas na produção do esperma ou de óvulos , se beneficiam bastante com a fertilização in vitro. No caso de casais homossexuais, a técnica também é bastante interessante e será necessário encontrar uma mulher que seja voluntária para receber o embrião fecundado em seu útero, além dos óvulos doados. Para que a mulher receba os gametas fecundados em laboratório, deverá seguir orientações como não fumar, ter uma alimentação equilibrada e diminuir a ingestão de bebidas alcoólicas. 

 

A coleta é bem simples: o homem fornece uma quantidade do seu próprio esperma, colhido no laboratório por ele mesmo, ou então por meio de uma pequena punção nos testículos, quando não há presença de gametas no sêmen. Já a mulher passa pela indução de ovulação, realizada por medicamentos para que seja viável realizar a coleta dos gametas femininos. Depois, é feita uma seleção dos espermatozoides masculinos para serem colocados em uma placa de Petri, conjuntamente com um óvulo feminino.

 

Ao todo, são selecionados cerca de 200 mil gametas masculinos para tentar fecundar um único óvulo, em um processo parecido com o que ocorre dentro do organismo humano. Após a fecundação, o embrião é posicionado no útero da mulher. Após 14 dias, é feito um exame que analisa o sucesso do método, confirmando ou não a gravidez. O índice de sucesso está associado com a idade da mulher doadora do óvulo, já que há maior dificuldade quando a idade é avançada. 

 

É essencial que você conte com uma equipe médica de confiança para realizar todo o processo. Entre em contato conosco e agende sua avaliação, vamos esclarecer todas as dúvidas e indicar o mais recomendado ao seu caso para uma gravidez sem complicações.