Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Image

Infertilidade e impacto emocional

O impacto social e emocional da infertilidade pode ser muito grande na vida dos casais. Isto pode fazer com que seja adiada a procura por profissionais especializados ou que estes casais não retornem para os tratamentos indicados e, até mesmo, que desistam de voltar quando o diagnóstico não é tão otimista quanto o esperado.

Apesar dos grandes avanços na área de reprodução assistida, aproximadamente metade dos casais inférteis nunca procurou um serviço especializado. Da metade que procurou assistência, 20% esperou mais de dois anos para consultar um especialista. Quando se investiga a razão para esta demora, observa-se que as principais causas são a falta de consciência do problema e o medo de não conseguir engravidar.

Quanto mais o casal e os profissionais envolvidos no tratamento da infertilidade entenderem as barreiras emocionais que existem, mais hábeis estarão para lidar com esta situação. O uso de recursos que deem suporte emocional, que diminuam a ansiedade e ajudem o casal a manejar as dificuldades da investigação e dos tratamentos da infertilidade são fundamentais. O sofrimento psíquico determinado pela infertilidade é a principal causa de abandono dos tratamentos. Os casais que conseguem transpor este obstáculo terão grandes chances de sucesso, pois tendem a dar maior continuidade aos tratamentos, aumentando as suas taxas de gestação.

Dra.  Isabel de Almeida