Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Rachel Weisz está grávida aos 48 anos

Os atores Daniel Craig e Rachel Weisz estão esperando o primeiro filho. A informação foi revelada por Rachel em uma entrevista ao jornal norte-americano The New York Times. Eles estão juntos há sete anos e já têm herdeiros de outros relacionamentos.

Saiba um pouco sobre gestação tardia
O que chamou a atenção dos internautas, neste caso, foi a idade com que a atriz engravidou. Ela está com 48 anos. O caso, entretanto, não é mais tão incomum.
No Brasil, dados do Ministério da Saúde mostram que o número de mulheres que tiveram filhos após os 40 anos aumentou 49,5% em 20 anos. Se, em 1995, 51.603 em 1995 foram mães após essa idade, em 2015, chegaram a 72.290. Entre elas, 373 se tornaram mães depois dos 50 – 21 já tinham mais de 60 anos.
Não existe um consenso sobre qual idade uma gravidez já é considerada tardia, o que existe são cenários diferentes. Uma gravidez pode ser tardia pelo risco de complicações – seja com o bebê ou com a mãe – ou pela questão da fertilidade da mulher. Falamos em “idade ideal” pela natureza, mas cada caso é um caso.
O risco de saúde para a grávida começa, em especial, a partir dos 40 anos, pois aumenta a probabilidade do desenvolvimento de hipertensão, diabetes e alterações genéticas. Entretanto, uma mulher de 40 anos que está em um peso saudável, que não fuma, que tem pressão arterial normal, oferece melhores condições para a gestação do que mulher de 35 com problemas de saúde pré-existentes. Vale analisar.
O que devemos ter em mente é o declínio da taxa de fertilidade feminina. A partir dos 30 anos, esse índice começa a cair lentamente. Já a partir dos 35 anos, o processo acelera e aumentam os riscos de aborto espontâneo e de alterações de saúde. Aos 37, esses fatores ganham ainda mais importância.
A mulher pode engravidar acima dos 40 anos mas as estatísticas não estão ao seu lado. Aos 40 anos, de 40 a 50% das mulheres apresentarão dificuldades para engravidar naturalmente. Isso tem a ver com a qualidade e a quantidade dos óvulos. A menopausa, que se aproxima nesta faixa etária, nada mais é do que uma consequência do fim da reserva ovariana, pois, com o passar dos anos, essa reserva sofre quedas tanto em quantidade quanto em qualidade – uma vez que esses óvulos também envelhecem.