Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Image

5 hábitos da pandemia que afetam a fertilidade masculina

É verdade: os hábitos cotidianos têm sim relação com a fertilidade. A pandemia trouxe  mudanças na rotina, associadas à alimentação, prática de atividades físicas e ao convívio social, evidenciando consequências na saúde reprodutiva, principalmente na fertilidade do homem. 

 

Para quem deseja aumentar a família, é importante evitar excessos: a obesidade, o sedentarismo, estresse, tabagismo e alcoolismo podem prejudicar a qualidade dos espermatozoides. Explicamos como cada um desses fatores influencia nesse processo:

 

1 - Estresse: afeta a produção de testosterona, piorando a libido e a reserva de espermatozoides. Além de reduzir a frequência nas relações sexuais, diminui o volume ejaculado e a taxa de gravidez. 

 

2 - Falta de exercício físico: o sedentarismo diminui a produção de testosterona de forma semelhante ao estresse. Os exercícios aumentam a oxigenação tecidual, trazendo melhora na qualidade dos espermatozoides. A quantidade de gordura diminui, aumentando a oxigenação das células e a testosterona. 

 

3 - Excesso de peso e má alimentação: o excesso de peso interfere em nossos hormônios. A testosterona passa por uma transformação periférica e vira feminino (estradiol), principalmente em homens obesos. A mobilidade e qualidade dos espermatozoides também é prejudicada, provocando a perda da qualidade do esperma.

 

4 - Falta de check-up: os exames de rotina são importantes para prevenir doenças, contribuindo no diagnóstico de distúrbios relacionados com a fertilidade, como a varicocele, que está associada ao número e à qualidade dos espermatozoides. Esse problema está presente em até 20% dos homens, mas até 40% dos casos de infertilidade masculina estão relacionados com isso. A origem do problema é, provavelmente, o aumento na temperatura dos testículos e as alterações por causa do estresse oxidativo.

 

5 - Excesso de bebida alcoólica, cigarro e drogas: o abuso dessas substâncias afeta a qualidade dos espermatozoides e diminui a movimentação dos gametas masculinos, reduzindo as chances de fertilização do óvulo. O álcool também pode provocar alterações hormonais devido a problemas hepáticos. 

 

A melhora da qualidade de vida e a adoção de hábitos saudáveis ajuda a melhorar as chances de sucesso na gravidez. Por isso, mantenha uma rotina que valorize o bem-estar e autocuidado: a fertilidade agradece!