No tratamento com inseminação artificial o sêmen é colocado dentro do útero no dia da ovulação. Para tanto é preciso que a mulher tenha suas trompas saudáveis. O sêmen utilizado é do marido. Entretanto, há casos em que o marido não produz espermatozóides (azoospermia), neles o banco de sêmen pode ser utilizado. Antes do procedimento de inseminação, é recomendado que a paciente tome medicações para estimular a sua ovulação, aumentando assim suas chances de gravidez. 

A evolução dos folículos (pequenas bolsas com o óvulos dentro) é controlada por Ultrassonografia determinando o momento da ovulação. Nesse dia o casal comparece à clínica e é colhetado do marido uma amostra de sêmem. Essa amostra é preparada e são selecionados os melhores espermatozóides. A amostra selecionada pode ser colocada em vários pontos do aparelho genital feminino e o nome da inseminação depende do local escolhido (ex. Dentro do útero = intra-uterina; dentro das trompas = Intra-tubárea, etc.) A paciente fica em posição ginecológica e um cateter (um fino e longo tubo plástico), contendo o sêmen preparado, é colocado dentro do útero e os espermatozóides são injetados.A paciente permanece em repouso por alguns minutos e depois é liberada para ir embora.Entre 12 a 15 dias depois da inseminação saberemos se a gravidez ocorreu.

Inseminação Artificial com ciclo induzido e lavado seminal

As fases da inseminação artificial são essencialmente 3: 


01. Indução farmacológica da ovulação e controle do crescimento folicular 
A cada ciclo, o ovário matura um folículo que contém o oócito. O folículo maduro (um pouco antes da ruptura) tem um diâmetro de cerca de 20mm. Para ter maior probabilidade de sucesso, no programa de fertilização in vitro , se provoca, com medicação, a maturação de mais de um folículo para obter mais de um oócito maduro. O crescimento dos folículos é acompanhado diariamente através da ecografia. 

2. Preparação do sêmen
O homem deve coletar o sêmen em um recipiente mediante masturbação. Pode ser coletado na própria clínica ou em sua residência, desde que possa chegar a clínica em até 30 minutos, onde o sêmen é preparado através de lavagem com meio de cultura de células e centrifugação, fazendo com que haja uma separação do plasma seminal, resultando em um preparado com espermatozóides com maior mobilidade e capacitados para serem colocados no trato genital feminino. 

3 Inseminação 

Quando, nos ovários, observamos folículos de 16mm, é aplicada uma injeção de gonadotrofina coriônica humana (HCG) para provocar a definitiva maturação do ovo. Após 34-36 horas da aplicação da injeção, o folículo deverá estar pronto para a ruptura, sendo então, realizada a preparação do sêmen e realizada a inseminação. A inseminação é realizada ambulatorialmente, mediante introdução de um cateter dentro do útero, ou através de punção via vaginal, e colocação do sêmen preparado previamente.

 

 

 

 

0Condições para entrada no Programa de Inseminação Artificial

  • O homem deve estar em condições de doar o sêmen no dia em que será efetuada a punção; 
  • A paciente deve ter útero e trompas normais; 
  • A paciente deve ter ovulação espontânea ou possibilidade de ter ovulação induzida.

Indicações de inseminação artificial

  • Infertilidade de origem desconhecida; 
  • Endometriose pélvica; 
  • Causa imunológica; 
  • Infertilidade masculina.

Suspensão do procedimento

O procedimento pode ser suspenso por razões técnicas durante qualquer das fases descritas anteriormente.

Causas da suspensão da inseminação

  • ausência de desenvolvimento folicular; 
  • dificuldade de maturação dos folículos; 
  • desenvolvimento de cistos ovarianos; 
  • crescimento folicular muito rápido, e ruptura antes da inseminação; 
  • incapacidade do homem de coletar o sêmen.  

0Dúvidas frequentes:

- Número de ciclos que podem ser efetuados? 
Não existe limite quanto ao número de ciclos a que o casal pode ser submetido.

- Qu al a probabilidade de obter gestação? 
São muitas as clínicas que operam neste campo em todo o mundo. Nos centros de maior experiência, o percentual de gestação é de cerca de 20 a 25% por ciclo. A taxa cumulativa de gestação após 6 ciclos é de, aproximadamente, 65-70% .

- Qual a probabilidade de aborto? 
O percentual de aborto espontâneo no primeiro trimestre, depois da concepção in vitro , é pouco maior do que a gravidez espontânea, chegando a 30%. A abortividade aumenta com a idade, chegando a 50% aos 40 anos.

- Condições ao nascimento? 
Atualmente, há mais de 10.000 crianças nascidas mediante fertilização in vitro, não apresentando evidências de aumento de anomalias congênitas. Em nossa clínica, aconselhamos o diagnóstico genético pré-natal a todas as mulheres que engravidam acima de 35 anos.