Faça seu agendamento: (51) 3222-5410 | 3314-8555 | 3314-8556

Image

Clínica Segir

Tecnologia com Vida

Slider
Dr. Eduardo Pandolfi Passos

Dr. Eduardo Pandolfi Passos

Diretor da Clínica Segir de Reprodução Assistida;
Diretor do Centro de Reprodução Assistida do Hospital de Clínicas;
Professor do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da UFRGS;
Doutor em medicina pela Universidade Federal de São Paulo, pesquisador e orientador de pesquisas em nível de pós-graduação, com especialização em reprodução humana na Universidade de Milão, Itália;
Professor titular do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul;
Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida.

Curriculo completo
Drª. Isabel Cristina Amaral de Almeida

Drª. Isabel Cristina Amaral de Almeida

Diretora da Clínica Segir de Reprodução Assistida.
Médica formada pela UFRGS, com especialização em Ginecologia e Obstetrícia, ex-fellow da Universidade de Nova Iorque.

Clínica Segir

Situada na Rua Mostardeiro, bairro Moinhos de Vento, Porto Alegre, a Clínica SEGIR possui toda a estrutura necessária para realizar os mais diversos procedimentos na área de Reprodução Humana.

Disponibiliza avaliação de infertilidade, atendimento ginecológico e obstétrico, ecografia, ultra-sonografia, diagnóstico genético pré-natal, histeroscopia, laboratórios de sêmen e embriologia, além de assistência terapêutica a casais inférteis.

Videos

Blog

O impacto emocional da infertilidade

Segundo os médicos Eduardo Passos e Isabel de Almeida, da Clínica Segir, a infertilidade pode afetar significativamente a vida dos casais. É importante que se procure ajuda de profissionais especializados, capazes de identificar corretamente o problema e indicar o tratamento mais adequado.

Congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos tem se mostrado uma técnica eficiente para preservação da fertilidade. Em um primeiro momento, as mulheres com câncer que iriam se submenter a tratamentos como quimioterapia ou radioterapia, os quais poderiam levar à infertilidade no futuro, foram as primeiras a usarem esta técnica. Após, mulheres que desejam postergar a maternidade, mas sabem que sua reserva ovariana irá diminuir ao longo do tempo, também começaram a buscar informações acerca deste procedimento.

Diabetes e reprodução

Cerca de 15% dos casais não conseguem engravidar após um ano de tentativa. Em homens, estudos mostram que a obesidade e a diabetes podem interferir no tempo para engravidar, prolongando- o. Já em mulheres, o colesterol alto, a obesidade, os distúrbios da tireoide e a diabete também têm sido apontados como fatores que podem interferir nas chances de gestar.